ISEP Iluminação eficiente permitiu poupança "muito significativa"

As soluções de iluminação mais eficientes instaladas nos últimos sete anos no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) permitiram obter já uma poupança muito significativa, tendo o consumo de energia reduzido 75% num só edifício, por exemplo.


O vice-presidente do ISEP, José Carlos Barros, afirmou hoje à Lusa que, tendo em consideração o consumo anual de energia de cerca de 2.500 megawatts hora, aquela escola de engenharia decidiu apostar há sete anos numa política de "modificação tecnológica gradual da iluminação garantindo sempre a manutenção do nível de conforto".

Com a decisão, disse, o ISEP já poupou "uns milhares de euros" em energia e pretende continuar o trabalho, estando definido que todas as lâmpadas que fundirem serão substituídas por Led.

Para marcar o Ano Internacional da Luz, proclamado pela Unesco para 2015, o ISEP promove na quinta-feira a conferência "Engenharia em Movimento", na qual apresentará tecnologias inovadoras e emergentes de iluminação, bem como debaterá a importância das estratégias mais inteligentes e sustentáveis para apoiar oportunidades de crescimento.

Segundo José Carlos Barros, o mote para apostar nestas tecnologias foi o prémio GreenLight, que o ISEP recebeu em 2008.

"O incentivo inicial foi receber um galardão", referiu, esclarecendo que a primeira medida foi instalar "um sistema de correção de fator de potência", o que permitiu diminuir desde logo a potência instalada em 17%.

Depois, baseado num trabalho de um aluno finalista do curso de engenharia eletrotécnica, o ISEP decidiu realizar a substituição gradual da iluminação exterior do campus por Led, o que "permitiu uma poupança de 19 mega watts hora/ano, o equivale a cerca de 3.000 euros/ano", acrescentou.

A 4.ª ação consistiu na substituição das cerca de 650 lâmpadas fluorescentes do Edifício G por iluminação Led, passando o consumo anual de 198 mega watts hora/ano para 52,5 mega watts hora/ano, "representando uma redução de cerca de 75%".

Atualmente, verificando que a tecnologia Led está suficientemente madura, o ISEP utiliza-a na substituição gradual da iluminação interior clássica instalada.

"É balanceando o investimento com a poupança que vamos prosseguir", frisou, acrescentando que o "investimento atual é recuperado cada vez mais rapidamente devido ao preço mais baixo das lâmpadas".

A substituição da iluminação clássica por Led "é um investimento com retorno ao fim de três/quatro anos", concluiu.

Retirado de: www.noticiasaominuto.com